The Infiltrator – Conexão Escobar: A Interferência do Personagem na Personalidade


Artigo escrito por Roberto Guimarães, Especialista em Sociologia e Diretor do Grupo Projetar - Evolução Pessoal, e por mim, em parceria com o site i9vadore.




AVISO: o texto abaixo contém SPOILERS.

Conexão Escobar narra a operação para o combate ao tráfico de drogas na qual um agente infiltrado levou à captura vários mafiosos e banqueiros envolvidos nos negócios de Pablo Escobar. A história verídica que serviu de base para o filme chamou a atenção pelo fato de que o investigador não se manteve apenas às margens da organização criminosa, como é comum em casos dessa natureza, mas conseguiu penetrar significativamente a alta cúpula do cartel.

Passando-se por um negociador capaz de lavar grandes quantidades de dinheiro para o crime organizado, o agente conseguiu, corajosamente, gravar inúmeras conversas com uma escuta em sua maleta e reuniu provas suficientes para arranjar a condenação de vários dos envolvidos. A prisão, um golpe de sorte misturado com ousadia, foi planejada para acontecer durante a fictícia cerimônia de casamento dos personagens que o policial e sua parceira representavam, evento que garantiria a presença dos muitos “amigos” que contraíram durante a farsa.

Ao final da operação, enquanto os agentes se despediam das joias, roupas e artefatos que davam vida ao disfarce, um deles afirma que sentirá saudades do personagem que alimentou por anos.